SINTA, Wagner Martins (Poema)



SINTA

No silêncio
Aflora
Verdades
Transcendentais,
E
divinais
D’alma!

No silêncio
As pessoas
Intoleráveis ficam.
Pode ser
o vazio delas
Nelas mesmas!?

no silêncio,
é o estar
em frente do espelho...

No silêncio
Eu me
Tenho
Mais,
Eu me
Entendo
Mais,
Eu me
Saboreio,
E
Capricho
No tempero
Ainda
Mais!

No silêncio
Vou leve
ao interior
do meu interior:
lá sou EU,
Menino-deus,
Com o poder da fértil criação,
Sublime, e puro,
reinando sobre os frutos
da minha imaginação!

no silêncio,
no meu silêncio
não há solidão!

- Wagner Martins

29 de maio de 2018

Nenhum comentário:

Postar um comentário