AUTOCRÍTICA DA OBRA INDETERMINADA, Wagner Martins (Poema)

Resultado de imagem para obra de arte inacabada

AUTOCRÍTICA DA OBRA INDETERMINADA

Minha ignorância
É crer que a deficiência
Me privou de com as próprias pernas
correr atrás das mulheres
das admiráveis curvas,
E pensar que vim fazer assim
Eu seria mais feliz!...

Minha ignorância
Já foi por muito tempo, não tentar.
Sentir, e me silenciar.
Temer de se expor.
Não se envolver além.
Ficar quieto.
Me limitar.
Cantar só para os ventos.
Apreciar só a lua, as estrelas...

Minha ignorância
É viver no mundo da lua;
Sabendo que posso criar,
trilhar rumo aos horizontes
e lá, quem sabe, vim brilhar!...

- Wagner Martins


domingo, 20 de maio de 2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário